Alzheimer

Principais alterações comportamentais no indivíduo com Alzheimer

Em sua grande maioria, os indivíduos acometidos de Alzheimer são idosos. Uma das principais dificuldades dos familiares é a identificação dos sintomas. Um sinal muito comum são as alterações comportamentais do doente, que passa a agir de forma diferente do habitual. Você já havia ouvido falar nisso? A maioria das pessoas, não. Para ajudar, este texto explica essas mudanças de comportamento.

O que é Alzheimer?

É um distúrbio neurodegenerativo, que provoca a perda das funções cognitivas. O primeiro sinal da doença é a perda da memória recente. O indivíduo acometido começa a se esquecer dos eventos que aconteceram no dia anterior, mas se lembra de fatos e situações que ocorreram há anos. Quando a doença se instaura, provoca um distúrbio no processamento de algumas proteínas do sistema nervoso central. Dessa forma, fragmentos dessas proteínas tóxicas ficam dentro dos neurônios. A toxicidade causa a perda progressiva de neurônios no hipocampo e no córtex cerebral.

Quais são os sintomas?

A dificuldade de se lembrar dos episódios recentes é o primeiro sintoma evidente. Posteriormente, com a evolução do quadro, os sinais aumentam e são cada vez mais graves. Os principais sintomas são:
  • dificuldade de encontrar palavras que exprimem sentimentos;
  • irritabilidade;
  • agressividade;
  • isolamento social;
  • repetição da mesma pergunta várias vezes;
  • dificuldade de manter uma conversa ou de elaborar pensamentos mais complexos;
  • incapacidade de desenvolver estratégias para solucionar problemas;
  • inaptidão para dirigir e se localizar;
  • suspeição injustificada.

Principais alterações de comportamento

Uma vez que o mal de Alzheimer é uma doença degenerativa, é normal que o indivíduo acometido passe a ter ou deixe de ter algumas atitudes. Conheça, a seguir, as principais mudanças comportamentais que ele pode apresentar.

Insônia

Um problema muito comum nos portadores dessa doença é a dificuldade de dormir. Então, se houver troca do dia pela noite, é sinal de uma condição sintomática da doença.

Delírios

Visto que é uma das patologias que causam demência, os delírios são muito comuns e frequentes. Isso ocorre em função da perda cognitiva pela qual a pessoa passa. Assim, é normal que peça explicações sobre diversas coisas, desconfie das pessoas e do que é falado, pense estar sendo enganado ou perseguido.

Alucinações

Assim como os delírios, as alucinações também ocorrem frequentemente, em razão da perda da percepção sensorial. A pessoa pode achar que está ouvindo vozes quando não há ninguém falando ou enxergar pessoas, objetos, animais e coisas que não existem.

Agressividade

Uma das principais dificuldades enfrentadas pelos familiares e cuidadores é a agressividade do indivíduo. Contudo, é importante ter em mente que episódios com essa característica são sintomas de uma doença.

Depressão

Não é nada fácil lidar com os sintomas do mal de Alzheimer. A perda de memória, dificuldade cognitiva, ansiedade, bem como afastamento das pessoas são alguns dos grandes obstáculos pelo qual o doente passa. Por isso, ele pode apresentar períodos de depressão, ficando mais introspectivo. A melhor dica é ter paciência. Não é fácil estar nessa condição. Quer saber mais? Estou à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficarei muito feliz em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do meu trabalho como neurologista em Porto Alegre

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp